0 CARRINHO DE COMPRAS
Televendas
Whatsapp
0 CARRINHO DE COMPRAS
Televendas
Whatsapp

Cigarrilha Partagas Chicos Ptc (05)

por R$ 36,00 6x de R$ 6,00
sem juros
R$ 32,40 à vista no boleto
Código: PART-CHIC-PTC05
Disponibilidade: Indisponível
Produto indisponível
avise-me
quando chegar
CALCULAR FRETE
Luciano Ourique há 3 anos
Não deixa nada a desejar para um charuto...
da mesma forma que o Montecristo e o Romeo y Julieta trata-se de um charutinho maquinado feito com as aparas dos charutos da linha premium. Este Partagas revela toda a essência de um bom cubano. Não deixa nada a desejar. Até mesmo no que se refere a sua potência. Comparado a este, o Montecristo mostrou-se mais suave e delicado. O Partagas, por sua vez, mais picante com sabor fortemente condimentado. Notas de pimenta preta moída aparecem no primeiro plano seguido de cravos e canela. Esta última, aparece de forma bem sutil. Diferentemente do Montecristo (que do início ao fim mostrou-se o mesmo) este Partagas evoluiu em três momentos. De início forte e picante evoluiu para um sabor menos intenso na metade e voltou a ficar forte e marcante no final. A fumada foi mais curta. Cerca de 30 minutos (o Montecristo durou cerca de 45 minutos). Mas a queima foi igualmente parelha. A fumaça abundante e densa e a cinza bem consistente. Bom fluxo. Harmonizei ele com um vinho do Porto Tawny, mas acredito que o Rum teria caído melhor. O Montecristo sim, por sua delicadeza, teria harmonizado melhor com o vinho do Porto. Vou repetir as provas alternando as bebidas para tirar a prova dos nove. Não mencionei, mas a folha de capa - apesar de ruste - é bonita e de coloração um pouco mais intensa que o Montecristo. E seu aroma (apagado) é maravilhoso. Dá vontade de ficar cheirando ele sem acender.
18+
Produto destinado a maiores de 18 anos. Se você não atende este requisito mínimo de idade, por favor feche o navegador e saia de nosso site.
ESTE PRODUTO CAUSA CÂNCER. PARE DE FUMAR Disque 136 - ouvidoria geral do SUS www.saude.gov.br
Consulte nossa política
Características
Marcas Cigarrilhas Partagas
Sobre a marca
Partagas
Em 1845, Don Jaime Partagás deu seu nome a uma nova marca de Havanos. Era um homem particularmente apaixonado pela beleza feminina. Dono de vegas em Vuelta Abajo, visitava freqüentemente suas plantações com o fim de seguir os progressos, mas também na tentativa de desfrutar de alguns romances. Amores, ciúmes e vingança estão relacionados com o assassinato de Don Jaime, achado morto numa manhã envolto em misteriosas circunstâncias, numa de suas vegas. Em 1940, Cifuentes formou a sociedade Cifuentes y Cia. A fábrica produzia naquela época umas 30 marcas diferentes. Hoje, a Real Fábrica de Tabacos Partagás continua ali, com seu edifício de pontas para o alto e sólidas paredes, com seletos torcedores que continuam a elaborar impecavelmente excelentes Havanos, como no tempo de Don Jaime. Todas as vitolas de Partagás são reconhecidas por seu aroma e seu sabor meio forte. São charutos torcidos com muito cuidado e cobertos por uma capa selecionada, geralmente de cor clara. Os Lusitania são os Prominentes (ou Doble Coronas),são os mais apreciados.

comentários e perguntas (0)

avaliações (1)

5 estrelas
(1)
4 estrelas
(0)
3 estrelas
(0)
2 estrelas
(0)
1 estrela
(0)
Luciano Ourique há 3 anos
Não deixa nada a desejar para um charuto...
da mesma forma que o Montecristo e o Romeo y Julieta trata-se de um charutinho maquinado feito com as aparas dos charutos da linha premium. Este Partagas revela toda a essência de um bom cubano. Não deixa nada a desejar. Até mesmo no que se refere a sua potência. Comparado a este, o Montecristo mostrou-se mais suave e delicado. O Partagas, por sua vez, mais picante com sabor fortemente condimentado. Notas de pimenta preta moída aparecem no primeiro plano seguido de cravos e canela. Esta última, aparece de forma bem sutil. Diferentemente do Montecristo (que do início ao fim mostrou-se o mesmo) este Partagas evoluiu em três momentos. De início forte e picante evoluiu para um sabor menos intenso na metade e voltou a ficar forte e marcante no final. A fumada foi mais curta. Cerca de 30 minutos (o Montecristo durou cerca de 45 minutos). Mas a queima foi igualmente parelha. A fumaça abundante e densa e a cinza bem consistente. Bom fluxo. Harmonizei ele com um vinho do Porto Tawny, mas acredito que o Rum teria caído melhor. O Montecristo sim, por sua delicadeza, teria harmonizado melhor com o vinho do Porto. Vou repetir as provas alternando as bebidas para tirar a prova dos nove. Não mencionei, mas a folha de capa - apesar de ruste - é bonita e de coloração um pouco mais intensa que o Montecristo. E seu aroma (apagado) é maravilhoso. Dá vontade de ficar cheirando ele sem acender.

receba ofertas por e-mail

Receba em seu e-mail novidades e ofertas em primeira mão!
Recebemos os seus dados
PROMOÇÕES VOLTAR
AO TOPO